Pesquisar este blog

sábado, 25 de agosto de 2012

Escreve!



Escreve ai o que sinto
São dores como as de parto
Mesmo não sendo eu mulher
 Meu estado letárgico
É fruto do absinto
Veja como quiser
Insisto

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Incompleto ...



segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Não volta


O tempo, este!
É qualquer um
As telas são diversas
O Cronos não se limita
A esperar na estação
Expresso serpenteia
Nos recônditos ocultos

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Melódica tristeza




Por que te escondes?
Pra onde foges dos meus olhos?
Noite fria que assombra
dispersa o pobre canto

Veja Também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...